Livro sobre o "Estado" é lançado hoje

Os 126 anos do jornal O Estado de S. Paulo são contados em fotos e depoimentos no livro Retrato de uma Redação, cujo lançamento é hoje, às 20 horas, no Instituto Tomie Ohtake. Após mais de um ano de pesquisas, a artista plástica Patricia Maria Mesquita e o jornalista Aluízio Falcão conseguiram pôr em prática o título do livro. As 220 fotografias impressas no livro, coletadas no arquivo do Estadão e em acervos familiares, são a crônica do trabalho de uma redação de jornal. Depoimentos de cerca de 50 jornalistas que trabalham ou trabalharam no Estado complementam as imagens na tarefa de documentar o clima de uma redação de jornal. Parte dos textos foi recolhida em livros de jornalistas já falecidos, mas que tiveram fundamental importância em suas épocas no Estado. É o caso de Paulo Duarte, Marcelino Ritter e Cláudio Abramo, que foram diretores de redação do Estadão em períodos entre os anos 20 e 50. Além deles, destacam-se depoimentos de Sandro Vaia, atual diretor da redação, e Eduardo Martins, autor do Manual de Redação e Estilo usado pelos jornais e demais veículos do Grupo Estado: Agência Estado, Jornal da Tarde e Rádio Eldorado.Pelas imagens, contudo, é que se torna possível viajar mais de um século para o passado. Retrato de uma Redação mostra a evolução do trabalho da imprensa. A chegada de novas tecnologias e modismos tem um registro cuidadoso na edição. As primeiras páginas exibem redatores de casaca e colarinho duro escrevendo à mão. Nas fotos dos anos 60, jornalistas cabeludos batem suas matérias nas ruidosas máquinas de escrever. Longe de ser burocrático, o livro de Patricia Maria Mesquita e Aluízio Falcão, que trabalhou por dez anos na Rádio Eldorado, é um registro minucioso dos bastidores de um jornal. A coleta de material foi a parte mais difícil do trabalho de Patricia e Falcão. Eles usaram metade das fotos encontradas. O critério para escolher foi simples: a qualidade das imagens e a possibilidade de identificar os jornalistas retratados. A maioria das fotos pertence ao acervo do jornal, mas uma parte importante delas foi cedida por ex-jornalistas do Estado ou por suas famílias.Se a seleção de imagens inevitavelmente deixou alguém de fora, Patricia Mesquita e Aluízio Falcão terminam Retrato de uma Redação com uma homenagem àqueles que ajudaram o Estadão a virar um dos maiores jornais do Brasil: os jornalistas. O capítulo Autores deste livro traz uma lista de quase 4 mil profissionais que já passaram pela redação do Estado. Retrato de uma Redação - Organização de Patricia Maria Mesquita e Aluízio Falcão. 165 páginas. R$ 100. Lançamento hoje, às 20h, no Instituto Tomie Ohtake. Av. Faria Lima, 201, entrada pela Rua Coropés, 88, tel.: 3088-9344.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.