Livro reúne ensaios sobre universo machadiano

Quem leu a obra de Machado de Assis, admirando nela o perspicaz escritor que soube surpreender, como nenhum outro na literatura brasileira, os mistérios da vida, não pode deixar de tomar conhecimento de Machado de Assis: Ficção e Utopia, de Massaud Moisés. Reunião de 14 ensaios publicados ao longo de mais de quatro décadas de exercício de crítica, este livro passa a ocupar desde já um lugar cativo ao lado de obras fundamentais para a compreensão do universo machadiano, como Machado de Assis: a Pirâmide e o Trapézio (1976), de Raymundo Faoro, Ao Vencedor as Batatas (1977), de Roberto Schwarz, Machado de Assis: Impostura e Realismo (1992), de John Gledson, e Memórias Póstumas de Machado de Assis (1997), de Josué Montello.Apesar do arco vasto que abriu ao recolher quatro trabalhos produzidos entre 1959 e 1964 e retomar em alguns ensaios os prefácios que escreveu para Obras Escolhidas de Machado de Assis (Cultrix), o autor oferece neste livro, em sua maior parte, o resultado das reflexões de seus anos de maturidade, depois de se aposentar da cátedra de que era titular na USP. Dos 14 ensaios, exatamente a metade foi publicada na do Caderno de Sábado, do Jornal da Tarde, entre 1996 e 2000.Machado de Assis: Ficção e Utopia, de Massaud Moisés. Cultrix, 151 págs., R$ 19,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.