Livro ensina a captar recursos para projetos culturais

Para um artista, sempre é penoso montar um orçamento administrativo e financeiro para produzir uma peça, um musical, um filme, um documentário. Não é o seu métier. No entanto, diante da realidade do panorama cultural no País, quando se tem forçosamente de recorrer às leis de incentivo, isso é necessário.É para tornar essa tarefa menos árdua que especialistas nas áreas legais e administrativas têm publicado manuais e livros a respeito do assunto. Projetos Culturais (Escrituras Editora, 256 páginas, R$ 28,00), de Fábio de Sá Cesnik e Maria Eugênia Malagodi, chega à sua quarta edição, tentando tornar menos árdua a tarefa dos produtores culturais e artistas."Vale lembrar aqui que as comissões encarregadas de apreciar os projetos para aprovação nas Leis de Incentivo à Cultura não julgam o mérito da arte - não dizem se é arte de boa ou má qualidade", escrevem os autores. "Analisam adequação, orçamentos e capacidade do proponente."Das reproduções e cópias, projetos cenográficos e remuneração de equipes técnicas, está nas planilhas do livro tudo o que o produtor precisa saber para não cometer erros no percurso do seu sonho artístico. Projetos Culturais pode ser encomendado pelo site www.escrituras.com.br. Mais informações na Escrituras (Rua Maestro Calia, 123, tel. 5082-4190).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.