Livro decifra formação dos intérpretes

Para Sebastião Milaré, Antunes Filho vê o teatro como o espaço de uma outra realidade, distante do dia a dia, do prosaico. Daí o título dessa sua nova obra, Hierofania, termo que evoca o lugar de manifestação do sagrado. O livro, que tem prefácio da crítica de teatro e colaboradora do Estado, Mariangela Alves de Lima, é resultado de mais de uma década de pesquisa do autor, que se valeu de documentos, uma vasta bibliografia e acompanhou sistematicamente as montagens do diretor. Para revelar seu método de formação de atores, reconhecido internacionalmente, Milaré também entrevistou intérpretes que se destacaram no CPT (Centro de Pesquisa Teatral), como Luís Melo e Lee Thalor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.