Livro de Harry Potter abre caminho para novos recordes

A caixa registradora não pára detrabalhar neste fim de semana depois do lançamento do sétimo eúltimo livro da série Harry Potter e o livro sobre omenino-mago está a caminho de tornar-se o livro com venda maisrápida da história. A autora J.K. Rowling já tem o recorde com o sexto livro dasérie e os primeiros número da Grã-Bretanha sugerem que "HarryPotter e as Relíquias da Morte", baterá a marca. A rede de supermercados Asda está vendendo o livro comperdas, cobrando cinco libras (10 dólares) pelo volume de 608páginas, uma fração do preço recomendado --17,99 libras. O desconto valeu a pena em termos de volume. A rede vendeu97 por cento de suas 500 mil cópias 36 horas depois dolançamento e encomendou mais. Uma porta-voz da Bloomsbury, editora britânica do livro,afirmou, segundo o jornal Observer, que as vendas no país podemter atingido três milhões de cópias nas primeiras 24 horas,acima das duas milhões de "Harry Potter e o Enigma doPríncipe". As livrarias Waterstone''s venderam 100 mil livros em duashoras. A rival WH Smith vendeu 15 livros por segundo naGrã-Bretanha na primeira noite depois do lançamento, passando orecorde do volume anterior de Potter, que atingiu 13 cópias porsegundo. A livraria da internet Amazon. com recebeu 2,2 milhões depedidos antecipados do sétimo livro, 47 por cento acima dolivro número seis. A editora norte-americana Scholastic ainda não divulgousuas estatísticas. Em 2005, vendeu 6,9 milhões de cópias de "OEnigma do Príncipe" nas primeiras 24 horas. SEGREDOS Rowling, primeira escritora bilionária do mundo, deu inícioao clima ao redor do livro quando anunciou, no ano passado, quedois personagens seriam mortos e um seria preservado. Para proteger seus segredos lucrativos, editoras gastarammilhões de dólares para impor um duro embargo sobre o últimovolume, que começou a ser vendido na noite de sexta-feira nomundo inteiro. Mas fotos de toda a edição norte-americana começaram aaparecer na Internet no início da semana. Os jornais The NewYork Times e Baltimore Sun publicaram revisões na quinta-feira,depois de obterem cópias antes da publicação. A maioria dos fãs afirma que vai começar a ler o livro apartir do final, mas outros resistem. "Não consegui não ler o final antes", disse Vineet Sharmaem Mumbai. Mas os fãs podem ficar tranquilos: ainda não foi desta vezque Harry Potter saiu da história. O lançamento do último filmeestá programado para 2010.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.