Livro de Harper Lee é consagrado na Grã-Bretanha

O livro O Sol É para Todos, escrito pela norte-americana Harper Lee, foi escolhido na Grã-Bretanha como a obra que todo mundo deve ler antes de morrer. A escolha foi feita por bibliotecários britânicos para marcar o Dia Mundial do Livro, comemorado nesta quinta-feira. O livro, lançado em 1960, conta a história de um homem negro que é injustamente acusado de estupro de uma garota branca. Harper Lee explora as relações raciais da década de 1930 no sul dos Estados Unidos. A obra lhe valeu um Prêmio Pulitzer e foi levada para o cinema. Estrelada por Gregory Peck, fez enorme sucesso, ganhando três Oscars.O Sol É para Todos deixou para trás a Bíblia e a trilogia O Senhor dos Anéis, de JR Tolkien. Outros clássicos da literatura que foram bem votados incluem Jane Eyre de Charlotte Brontë, 1984 de George Orwell, Orgulho e Preconceito, de Jane Austen e Um Conto de Natal, de Charles Dickens. O Código Da Vinci, best-seller do americano Dan Brown - recentemente acusado de plágio -, recebeu apenas um voto. Uma outra pesquisa, feita pela BBC, chegou à conclusão de que a leitura é considerada uma atividade importante por 79% dos britânicos, deixando para trás outras preferências nacionais, como assistir TV (considerada importante por 67%) e cuidar do jardim (49%). No entanto, 17% dos pesquisados disseram que não gostam de ler.A escritora Harper Lee é uma das personagens de Capote, filme de Bennett Miller que concorre a cinco prêmios no Oscar, inclusive os de melhor ator e melhor diretor. O longa conta a trajetória do escritor Truman Capote, amigo próximo de Harper Lee. Catherine Keener concorre ao Oscar de melhor atriz coadjuvante pela atuação no papel da escritora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.