Livro de Finkelstein discute o holocausto

O cientista político Norman Finkelstein analisa sob um novo e polêmico ângulo a história do genocídio dos judeus na 2.ª Grande Guerra. Em A Indústria do Holocausto, ele disseca os motivos do interesse da mídia e de instituições governamentais pela questão judaica. Finkelstein é judeu, com pais sobreviventes de Auschwitz, um dos maiores campos de extermínio nazista. O livro publicado no Brasil pela editora Record chega às livrarias brasileiras na segunda-feira."Quando eu era pequeno", explica o autor, "o holocausto não era tema de conversa entre os adultos. Somente após a Guerra dos Seis Dias - marcada pela vitória rápida de Israel, que ocupou o Sinai, Jerusalém, a Cisjordânia e as colinas de Golan -, quando os Estados Unidos perceberam ser Israel o parceiro perfeito no Oriente Médio, é que o assunto passou a ser obrigatório." Para Finkelstein, as atrocidades nazistas se transformaram num mito que serve aos interesses da elite judaica. O holocausto é uma indústria que exibe como vítimas o grupo étnico mais bem-sucedido dos Estados Unidos. E apresenta como indefeso um país como Israel, uma das mais formidáveis potências militares do mundo.O autor considera israelenses e judeus americanos como as grandes forças de opressão da atualidade, perseguindo palestinos e negros americanos. Afirmações como estas deflagraram uma grande polêmica nos últimos meses do ano 2000 na Europa e nos Estados Unidos, provocando reações indignadas de historiadores e lideranças judaicas. Alheio ao tumulto, Finkelstein repudia a vitimização dos judeus. Norman G. Finkelstein nasceu no Brooklin, NovaYork, em 1953. Autor da tese de doutorado The Theory of Zionism, defendida no Departamento de Política da Universidade de Princeton, atualmente é professor da Universidade de Nova York, onde leciona Teoria Política e é colaborador do London Review Books. É autor dos livros Image and Reality of the Israel-Palestine Conflict, The Rise and Fall of Palestine e A Nation on Trial: The Goldhagen Thesis and Historical Truth, indicado como livro do ano pelo New York Times Book Review.A Indústria Do Holocausto (The holocaust industry) Norman G. Finkelstein. Tradução de Vera Gertel. 160 páginas. Preço: R$ 20,00

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.