@steart_
@steart_

LISTA: Novelas, séries e filmes que abordam a pandemia da covid-19

O ano pandêmico foi renovado para mais uma temporada e por isso listamos seis obras que estão no ar, e que tiveram o enredo modificado pela pandemia

João Abel e Murilo Busolin, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2021 | 06h00

Era inevitável que a dramaturgia (séries, minisséries, filmes, novelas) seria impactada pela pandemia do novo coronavírus, ainda mais se tratando de novas temporadas e continuações esperadas.

Aconteceu uma verdadeira transformação na cultura pop. O audiovisual foi forçado a mudar ou se reinventar às pressas.

Ao mesmo tempo em que temporadas mais curtas, adiamentos e cancelamentos vieram à tona, estreias programadas diretamente nas plataformas de streaming (e não em salas de cinema) bateram recordes.

A história precisou mudar. Isso significa que personagens utilizando máscaras em sua rotina e praticando distanciamento social se tornaram cenas comuns nos roteiros do ano passado pra cá, e devem persistir por um bom tempo.

Ao contrário de algumas séries, o ano pandêmico foi renovado e muitas informações sobre o vírus faziam sentido no momento em que foram gravadas, mas nos dias de hoje, durante a exibição, estão completamente desatualizadas.

Diante dessa situação, listamos todas as obras que estão no ar atualmente, e que tiveram o enredo modificado pela pandemia da covid-19.

Atenção! O texto contém spoilers - e alguns deslizes sobre o temido coronavírus.

AMOR DE MÃE (novela, Rede Globo e Globoplay)

A já dramática novela das 21h voltou ao ar com uma dose extra de tensão ao retratar a pandemia do novo coronavírus. Paralisada por quase um ano, a trama da autora Manuela Dias recebeu críticas por ignorar a possibilidade de reinfecção por coronavírus.

Na segunda fase da produção, personagens como Lídia (Malu Galli) e Thelma (Adriana Esteves) já testaram positivo para covid-19. Em uma das cenas, a socialite recebe um encanador para consertar a torneira do banheiro e avisa: “Pode tirar a máscara, eu já tive covid, tenho anticorpos”. A fala, é claro, gerou uma série de comentários negativos de espectadores, principalmente nas redes sociais.

Ao menos desde dezembro do ano passado, é de conhecimento científico a chance de reinfecção pelo novo coronavírus.

Diante das críticas, a Globo se viu obrigada a exibir um disclaimer ao final de cada capítulo. Desde o dia 19, um aviso surge na tela sempre que a trama termina: “Mesmo quem já teve covid-19 pode ser reinfectado e deve manter todos os cuidados. Quando esta novela foi gravada, não havia conhecimento científico sobre essa possibilidade”.

Mas não só o desconhecimento sobre reinfecção incomodou telespectadores. Também causaram indignação as cenas em que Érica (Nanda Costa) e Davi (Vladimir Brichta) ‘se beijam’ no acrílico de um bar e o fato da enfermeira Betina (Ísis Valverde) usar uma máscara KN95, modelo que não é indicado para uso hospitalar, segundo documento da Anvisa.

Betina, inclusive, alguns capítulos à frente é infectada com o novo coronavírus e precisa ser internada em uma UTI.

Apesar dos erros, a ideia da autora Manuela Dias em retratar a pandemia do coronavírus era tornar a trama ainda mais realista e os diálogos dos personagens sobre distanciamento social trazem conscientização ao público.

Atrás das câmeras, a Globo garante que protocolos foram seguidos para as gravações. “Fizemos muita preparação pelo Zoom – leitura, encontros, cenas, ensaios. Toda preparação foi feita remotamente”, afirmou Taís Araújo, uma das protagonistas da novela, ao Estadão.

‘Amor de Mãe’ segue no ar até o dia 9 de abril na Globo.


THIS IS US (série, Amazon Prime Video e STAR)

Quem acompanha a saga da família Pearson sabe que boa parte do sucesso de This is Us está nos milimétricos detalhes temporais da produção, que avança e retrocede entre a infância, a adolescência e vida adulta dos três irmãos Kevin (Justin Hartley), Kate (Chrissy Metz) e Randall (Sterling K. Brown).

Depois de importantes passagens na Guerra do Vietnã e citações à eleição de Obama, a 5ª temporada resolveu voltar a mergulhar de cabeça no contexto sócio-político atual, não só retratando a pandemia de coronavírus, mas os massivos protestos pela morte de George Floyd, homem negro assassinado por um policial branco em Mineápolis.

Em uma das cenas iniciais da nova temporada, Beth (Susan Kelechi Watson) alerta que “Tom Hanks pegou covid”. Uma importante marcação temporal já que, em março do ano passado, o ator foi uma das primeiras figuras públicas a contrair a doença. Dali para frente, a pandemia é retratada, por meio do uso de máscaras, da quarentena e do distanciamento social, mas sem se tornar um elemento central na trama.

Randall passa a fazer terapia via videochamada, Toby perde seu emprego, os Pearson guardam período de isolamento antes de se encontrar e é visível que personagens mais velhos como Rebecca (Mandy Moore) e Miguel (Jon Huertas) aparecem menos na trama. A 5ª temporada ainda está no ar e, com a vacinação avançando nos EUA, Nicky é retratado tomando a 1ª dose do imunizante contra a covid.

Em um dos episódios mais tocantes da nova temporada, os criadores da série apresentam um personagem desconhecido, que ao final se revela sendo o engenheiro Nasir Ahmad, criador da tecnologia DCT, de compressão de imagem, que hoje permite a comunicação por videochamada, um recurso fundamental para a nova realidade da família Pearson (e de todos nós, atualmente, vamos combinar).

No Brasil, as quatro primeiras temporadas de This is Us estão disponíveis na Amazon Prime Video. A 5ª temporada é exibida pelo canal STAR Premium (antigo Fox Premium) e está disponível no streaming da STAR.

BORAT: FITA DE CINEMA SEGUINTE (filme, Amazon Prime Video)

Extremamente político e lançado com timing perfeito, a sequência cômica de Borat decide escrachar a realidade dos Estados Unidos. Do governo Trump à covid-19. Sim, o humor ácido do repórter cazaque consegue satirizar até mesmo a maior pandemia em um século. 

A linha do tempo do filme começa antes da pandemia, mas em determinado momento, Borat (Sacha Baron-Cohen) descobre que as ruas estão vazias por conta do novo coronavírus. Ele passa um período em quarentena com Jerry Holleman e Jim Russell, dupla de amigos negacionistas pró-Trump que despejam todo tipo de teoria da conspiração.

"O que é mais perigoso: esse vírus ou os democratas?", pergunta Borat. "Democratas", respondem os anfitriões sem pensar duas vezes.

Entre tentativas de matar o coronavírus batendo uma panela na parede e conversas sobre QAnon (grupo conspiracionista de extrema-direita), Borat trata com uma ironia bastante didática os absurdos da sociedade norte-americana, inclusive no combate à covid-19, como a cena gravada em uma marcha anti-isolamento em Washington.

Sobrou até para Jair Bolsonaro, que é citado por Borat em um diálogo onde o repórter ironiza o ‘bom trabalho de Donald Trump’ ao se tornar ‘amigo’ de líderes ‘tiranos’ como o ditador norte-coreano Kim Jong-Un, o presidente russo Vladimir Putin, o rapper Kanye West e o presidente brasileiro.

Grey’s Anatomy (série, Sony Channel)

A 17ª temporada do drama médico televisivo de maior sucesso não poderia fugir da pandemia.

Nos novos episódios televisionados no Brasil pelo canal Sony, a equipe está na linha de frente no combate à covid-19 e as histórias devastadoras foram baseadas em acontecimentos reais.

A própria protagonista Meredith (Ellen Pompeo) luta contra graves complicações da doença durante a temporada.

Law & Order: Special Victms Unit (série, Amazon Prime Video e STAR)

A 22ª temporada da série, que se passa em Nova York, está focada nos últimos conflitos sociais que rondaram a cidade. Entre eles, o agravamento da pandemia e os protestos do movimento Black Lives Matter em decorrência do assassinato de George Floyd.

Bull (série, Itunes e A&E)

Nos novos nove episódios da produção que conta com Steven Spielberg no time, Dr. Jason Bull e sua equipe se adaptam ao já velho, novo normal.  

Sua empresa de consultora jurídica tem como cenário uma Nova York totalmente fechada pelas restrições da OMS contra a evolução da doença nos Estados Unidos e claro, a adaptação ao sistema judiciário virtual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.