Linkin Park e Pixies fecham último dia do festival SWU

A noite de segunda-feira, última dia do festival SWU, na Fazenda Maeda, em Itu, no interior paulista, reuniu 58 mil pessoas para ver bandas como Queens of The Stone Age, Linkin Park e Pixies. Foi para uma plateia cansada e desanimada que o Linkin Park se apresentou. Depois de três dias de evento, a banda, a penúltima a se apresentar, não conseguiu empolgar o público. O cansaço da plateia certamente foi causado pela uma hora de atraso da banda Queens Of The Stone Age. Na área Premium, era possível encontrar pessoas sentadas, algumas até cochilavam.

AE, Agência Estado

13 de outubro de 2010 | 09h28

Nem o vocalista Chester Bennington, com seus gritos estridentes, conseguiu acordar a galera. A banda abriu o show com músicas do novo disco, "A Thousand Suns", como "Wretches and Kings" e "Jornada Del Muerto", bem diferentes daquelas que o público conhece. Mais adiante, o grupo tocou clássicos como "Crawling", "In The End", "One Step Closer", "Papercut" e "Numb". O momento mais empolgante foi quando Chester cantou "Breaking the Habit" e desceu do palco para cantar junto com a plateia. No final, a banda tocou a nova música de trabalho, "The Catalyst".

Pixies - Atração anterior ao show de Linkin Park, a banda americana Pixies teve melhor sorte no quesito "animação do público". Não que a plateia também já não estivesse exausta quando o quarteto de Boston assumiu o Palco Água, lá pelas 23 horas. Sim, já estava. Mas não teve nem tempo de se encostar, já que o show do Queens Of The Stone Age foi praticamente emendado com o do Pixies. Só deu tempo mesmo de se deslocar do Palco Ar para o Água, instalados lado a lado.

O meio blasé Black Francis (vocal e guitarra), Joey Santiago (guitarra), Kim Deal (vocal e baixo) e David Lovering (bateria) abriram o set list com "Bone Machine", do álbum de estreia "Surfer Rosa", de 1988. Músicas como "Debaser", "Here Comes Your Man" e "Hey" foram cantados a plenos pulmões. O baterista David Lovering deu uma palhinha no vocal de "La La Love You". Entre uma canção e outra, como "Broken Face", "Monkey Gone to Heaven" e "Dig For Fire", os fãs não paravam de suplicar por "Where is My Mind", outro sucesso também tirado do disco Surfer Rosa. Após uma hora no palco, o quarteto esboçou se despedir, mas atendeu aos pedidos de "one more" (mais um) e veio o esperado "Where is My Mind".

Queens Of The Stone Age - A banda Queens Of The Stone Age, uma das mais aguardadas do último dia do festival, subiu ao palco 53 minutos atrasada, por "problemas técnicos", segundo a organização. O show estava marcado para 20h57. O público, impaciente, começou a vaiar. Houve empurra-empurra tanto na área premium quanto na pista comum. Quando finalmente entrou, às 21h50, o quinteto começou a porrada sonora com "Feel Good" ("Hit of the Summer"), música proibida em algumas apresentações. O vocalista Josh Homme deu um show à parte. As atenções também estavam voltadas ao novo baixista da banda, Michael Shuman, ou Mikey Shoes, como é conhecido, que entrou em 2007, após a demissão de Oliveri. O grupo tocou sucessos como "No One Knows", "Go With The Flow" e "Sick, Sick, Sick". Para fechar, "A Song For the Dead", do álbum "Songs For the Deaf" (2002). As informações são do Jornal da Tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
músicafestivalSWU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.