'Língua' dos Rolling Stones é vendida por R$ 151 mil

Logo original de John Pesche foi comprada pelo museu Victoria and Albert.

Da BBC Brasil, BBC

02 de setembro de 2008 | 06h21

A obra original do famoso logotipo da banda inglesa Rolling Stones - inspirada parcialmente nos de Mick Jagger - foi comprada pelo museu londrino Victoria and Albert (V&A). A peça, criada em 1970 pelo então estudante de artes John Pesche, foi vendida ao museu por £51,3 mil (R$151 mil). Desde a sua concepção, a imagem se tornou um símbolo da banda e foi usada pela primeira vez como ilustração no álbum Sticky Fingers, de 1971.Para Victoria Broackes, chefe de exposições do V&A, o uso do desenho da boca com a língua de fora pelos Stones é um dos primeiros exemplos de bandas que optaram por usar logomarcas. "Pode-se dizer que é um dos logos de rock mais famosas do mundo", afirmou. MarcaPesche estudava na Royal College of Art, em Londres, quando o líder da banda, Mick Jagger, decepcionado com o design pobre das logomarcas sugeridas pela graadora Decca, começou a procurar por um artista de arte que pudesse ajudar a criar a marca da banda. O cantor visitou a exposição de formatura de Pesche e optou pelo artista para criar o ícone pop usado até hoje pela banda. Na época, o artista recebeu £50 (R$147) pelo trabalho.Depois da criação da marca dos Rolling Stones, Pesche continuou trabalhando com a banda, produzindo pôsteres para as turnês durante as décadas de 70 e 80. O artista trabalhou ainda com outros músicos famosos como Paul McCartney e a também banda inglesa The Who. Anos mais tarde ele se tornou o diretor de arte das empresas United Artists, Chrysalis Records e do centro de entretenimento Sount Bank Centre, em Londres.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.