REUTERS/Fred Prouser
REUTERS/Fred Prouser

Lindsay Lohan processa emissora por difamação após comentário sobre cocaína

Comentarista da Fox News disse no ar em fevereiro de 2014 que a atriz consumia a droga com a família; processo busca indenizações

Reuters

03 de fevereiro de 2015 | 11h22

NOVA YORK - A atriz Lindsay Lohan e sua mãe, Dina, entraram com um processo nesta segunda-feira, 2, por difamação contra a Fox News Network e o apresentador de TV Sean Hannity, alegando que uma comentarista no programa de Hannity acusou falsamente os Lohan de "cheirar cocaína" uns com os outros.

O comentário de Michelle Fields, que também foi nomeada como ré no processo, foi feito em 4 de fevereiro de 2014, dois dias depois que o premiado ator Philip Seymour Hoffman morreu de uma overdose de heroína.

Em uma queixa apresentada num tribunal do Estado de Nova York, em Manhattan, os Lohan classificaram o comentário de Fields de "uma insinuação totalmente irresponsável e maliciosa" para sugerir aos telespectadores que Lindsay pode ser a próxima celebridade a "se juntar à lista de obituário".

A ação judicial busca indenizações compensatórias e punitivas.

Tudo o que sabemos sobre:
Lindsay Lohan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.