Michael Nelson/EFE
Michael Nelson/EFE

Lindsay Lohan é condenada a um mês de prisão

Atriz pode ter de cumprir mais nove meses caso viole a condicional de liberdade novamente

estadão.com.br com agências

02 de novembro de 2011 | 19h15

A atriz Lindsay Lohan foi condenada, nesta quarta-feira, 02, a 30 dias de prisão por violar sua condicional. A pena, imposta pela juíza Stephanie Sautner, da corte de Los Angeles, foi estabelecida em 300 dias de prisão, mas a juíza afirmou que a atriz só deverá cumprir os outros 270 dias se houver outra violação.

A juíza também estabeleceu um calendário para o cumprimento das horas de terapia e serviços comunitários que restam à atriz após ela deixar a cadeia. Lindsay terá de trabalhar 12 dias em um necrotério e assistir a quatro sessões de terapias mensais até 29 de março.

A atriz reconheceu ter violado sua liberdade condicional por rescindido um acordo de trabalho  em um abrigo para mulheres no início deste ano e faltado a sessões de psicoterapia, que haviam sido determinados pela Justiça.

Lohan falou pouco no tribunal. A juíza observou que a popularidade da atriz em certos círculos é baixa, dizendo que um outro abrigo para mulheres se recusou a aceitá-la para um serviço à comunidade afirmando ela é considerada um mau exemplo para as mulheres.

A atriz foi condenada neste ano a 360 horas de trabalho comunitário na penitenciária feminina e a outras 120 horas num necrotério por ter furtado um colar de ouro em uma joalheira

 

Tudo o que sabemos sobre:
Lindsay Lohan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.