Líderes em audiência, canais infantis perdem a vez no HD

Após muito propagar a sigla HD (Hight Definition) em suas campanhas de marketing, ampliando em progressão geométrica o número de sintonias em alta definição, as operadoras de TV paga vão desacelerar homeopaticamente a bandeira do HD. Os canais que mereciam primazia nesses investimentos já estão aí, liderados pelos gêneros de esportes e filmes. Na sequência, estão canais focados em natureza e/ou aventuras, e canais de grandes espetáculos - vide o Multishow HD, lançamento mais recente em tal tecnologia.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2012 | 02h08

Por último, e sem pressa, estão os canais infantis, e justamente esses, que, ao lado dos canais de esporte, são o principal atrativo na venda de pacotes. Para os infantis, a alta definição não chegou nem tem previsão de chegar. O critério que determina a ordem dessa fila, no entanto, não é audiência, e sim a diferença que a plateia sente, a olho nu, no contraste de luz e cores entre o SD e o HD. Nesse quesito, animação não é produto capaz de exibir qualquer efeito de surpresa na troca de uma tecnologia por outra.

Live action. Até em função disso, mas não apenas por isso, canais como Discovery Kids e Gloob esperam despertar a comoção das operadoras ao ampliar o número de produções que o mercado chama de "live action" - dramaturgia humana, em bom português. Vivi, série da Mixer que o Discovery Kids anuncia para 2013, há de misturar animação com live action. No Gloob, o mesmo gênero é estrela, com a série Os Detetives do Prédio Azul, produção da Conspiração, que tem 2ª temporada assegurada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.