Lia Chaia abre, na Galeria Vermelho, 1.ª mostra individual

Lia Chaia diz que o tema do urbano, tão presente em sua obra, está inteiramente ligado à sua experiência diária em São Paulo. "É um trabalho do cotidiano de quem vive na cidade. É da minha paisagem, do meu vizinho, das minhas caminhadas pelo Minhocão nos fins de semana", diz a artista, de 27 anos, que hoje inaugura sua primeira exposição individual na Galeria Vermelho. De maneira simples, ela descreve o ponto principal de sua poética - por vezes sutil e agressiva - do confronto entre a cidade e a natureza.As mídias usadas pela artista são diversas e há outro confronto em sua obra: a do tempo presente e o tempo congelado. Se do lado de fora da galeria Lia fez desenhos nas paredes tomados por uma trepadeira - intervenção lenta -, na sala principal do primeiro andar, ela criou um piso formado por placas de concreto - material tão do urbano - com desenhos circulares. O trabalho veio de sua experiência como artista residente na Cidade do México, no ano passado: pelas ruas daquela outra metrópole ela se prendeu nos traços sobre concretos realizados de forma espontânea pelas pessoas. "São desenhos anônimos, que ficarão para sempre", diz a artista.Lia os fotografou e se inspirou para fazer os seus desenhos - agora, padronados, "como uma gota de chuva congelada no concreto". Ao mesmo tempo, numa das paredes da sala está recostada uma colagem inclinada com imagens das fachadas dos prédios ao redor do Minhocão, que confere sensação de vertigem. A obra se relaciona com outro trabalho, o vídeo Minhocão, em que vemos a artista tirando de sua boca as imagens de fachadas dos mesmos prédios - mas não se trata de representar o vômito, a cidade faz parte da artista, sai de seu corpo - na mostra há outros trabalhos também. A Galeria Vermelho ainda exibe Quarto/Sala de Leandro da Costa. Lia Chaia e Leandro Costa. Galeria Vermelho. Rua Minas Gerais, 350, 3257-2033. 3.ª a 6.ª, 10 h às 19 h; sáb., 11 h às 17 h. Até 19/8

Agencia Estado,

20 de julho de 2006 | 11h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.