Leszek Kolakowski vai receber o prêmio Jerusalém

O escritor e filósofo polonês Leszek Kolakowski, autor de "Conversas com o diabo" entre outras obras, vai receber o Prêmio Jerusalém de Literatura por sua contribuição "à luta pela liberdade do indivíduo na sociedade". Kolakowski, de 80 anos, receberá o prêmio de US$ 10 mil durante a Feira Internacional do Livro, dia 18 de fevereiro, informa nesta terça-feira a imprensa local. O Prêmio Jerusalém foi adotado em 1963. Jorge Luis Borges, Bertrand Russell, Arthur Miller, Mario Vargas Llosa, Susan Sontag, Simone de Beauvoir e Milan Kundera são alguns dos escritores premiados. "Kolakowski é um filósofo, um escritor brilhante e um historiador de idéias e movimentos sociais, e seus livros oferecem uma grande inspiração moral para todas as lutas do homem por sua liberdade na sociedade", disseram os integrantes do júri do prêmio. O escritor polonês, filiado em 1945 ao Partido Comunista, foi acusado em 1954 de "desviar-se" da ideologia, e foi expulso em 1966. Dois anos depois foi destituído de suas funções como catedrático da Universidade de Varsóvia, e em 1981 as suas obras foram proibidas no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.