Leopardo é retirado de casa de família alemã

Um leopardo fêmea que viveu com uma família alemã por 18 meses será levado para um novo lar depois que autoridades disseram que os donos não tinham licença para manter o animal em sua área residencial.

REUTERS

17 de março de 2009 | 15h35

A família da cidade de Weyhe, no norte da Alemanha, tinha construído um parque de 1.400 metros quadrados sem permissão oficial, disseram as autoridades locais.

"Deixar um leopardo em uma área residencial simplesmente não é permitido na Alemanha", disse Heinz-Juergen Greszik, porta-voz das autoridades locais.

Tierschutzbund, uma organização dos direitos dos animais, afirmou que animais selvagens não podem ser mantidos em lares privados.

"Por que essas pessoas não podem ter um cachorro ou um gato?", disse Thomas Schroeder, funcionário da Tierschutzbund.

O animal será transferido para um lar apropriado.

(Reportagem de Franziska Scheven)

Tudo o que sabemos sobre:
ODDLEOPARDOCASAALEMANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.