Lenço de Mark Rothko é vendido por R$ 74 milhões em NY

Quadro, em vermelho e amarelo, foi pintado em 1952, o ano mais criativo do artista, segundo especialistas

Efe,

14 de maio de 2008 | 16h35

O lenço Nº 15 do norte-americano Mark Rothko (1903-1970) foi vendido nesta quarta-feira, 14, em Nova York por US$ 45 milhões (cerca de R$ 74,7 milhões), em um leilão organizado pela Christie's.   O quadro, em vermelho e amarelo, foi pintado em 1952, o ano mais criativo do artista, segundo os especialistas da Christie's, e é considerado um dos exemplos mais representativos do expressionismo abstrato.   O preço total da obra foi de US$ 45 milhões, mas o novo proprietário da pintura terá que destinar à casa de leilões US$ 50,44 milhões (cerca de R$ 83,8 milhões), devido aos impostos e comissões correspondentes.   No mesmo leilão, organizado no centro Rockefeller, foi adquirido por US$ 29 milhões (aproximadamente R$ 48 milhões) Double Marlon (1966) de Andy Warhol, mas a quantia final a abonar será de US$ 32,52 milhões (aproximadamente R$ 54 milhões).   O lenço mostra uma preocupante e poderosa imagem de Marlon Brando, correspondente ao filme O Selvagem e repetida no lado direito de um amplo lenço no qual Warhol deixa nu o resto da superfície.   Reflete mais uma vez a obsessão do artista por alguns famosos de Hollywood (Marilyn Monroe e Elvis Presley).

Tudo o que sabemos sobre:
Mark Rothko

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.