Leitura livre de referências históricas

Tarimbado produtor e engenheiro de som, Yury Kalil é o cara por trás dos mais significativos álbuns gravados em São Paulo nos últimos anos, de artistas como Arnaldo Antunes, Karina Buhr, Otto, Siba, Marcelo Jeneci. A trilha musical de Cearábia é seu primeiro trabalho como compositor. Yury reuniu alguns dos músicos em que mais confia e para cada momento do show baseou-se em referências sonoras históricas, mas com toques de música contemporânea, variada, como rock e funk. Para o encerramento, escolheu o clássico baião Assum Preto, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira. "Estamos totalmente livres musical e esteticamente dos originais. O que fazemos é uma releitura dessas referências", diz Yury.

, O Estado de S.Paulo

01 Abril 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.