Leitura labial provoca crise na Rede Globo

O quadro de leitura labial do Fantástico criou o maior ?climão? na Globo. O técnico da seleção, Parreira, teria reclamado à Globo sobre o quadro em que surdos-mudos fizeram uma leitura labial de seus comentários durante a partida no dia 22, contra o Japão. Nos comentários, Parreira falava uma série de palavrões e desabafava sobre a escalação de Ronaldo Fenômeno.No dia seguinte, Fátima Bernardes fez um pedido público de desculpas ao técnico no Jornal Nacional. O pedido teria gerado uma crise interna na Globo. A própria Fátima não estaria disposta a ler o texto, mesmo assim o fez. Comenta-se que o diretor do Fantástico, Luiz Nascimento, chegou a pedir demissão do cargo por conta do tal pedido de desculpas dado no JN e da reação do diretor de esportes da emissora, Luiz Fernando Lima, que acatou as reclamações de Parreira.A Globo nega que Nascimento tenha pedido demissão, mas há quem garanta que o diretor pediu e não foi aceita. A Globo não decidiu ainda se o quadro da leitura labial continua no ar. Se continuar, as falas de Parreira serão mais preservadas para evitar problemas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.