Leilões agitam mercado das artes visuais

Para desbunde de colecionadores e apreciadores em geral, dois leilões de arte latino-americana prometem movimentar o setor. O da Christie´s de Nova York começa dia 17 e segue até o dia 22, quando quase simultaneamente Aloisio Cravo começa a arrematar os lances, no Hotel Intercontinental, de um lote com 170 raridades. Em comum os dois colocam à venda Cândido Portinari, Emiliano Di Cavalcanti, Siron Franco, Nelson Lerner, Mira Schendel, Leonilson e Antonio Henrique Amaral.Se o de Cravo ganha pela quantidade, o da Christie´s de Nova York reuniu em 160 obras uma interessante diversidade de artistas que representam a cultura, as cenas e costumes. Exemplos estão nos quadros A expedição da Água Aurea, de Remédios Varo (1900-1963), Menina Comendo Cana do mexicano Diego Rivera (1886-1957), estimado entre 600 mil e 800 mil dólares mexicanos e o O Presidente do venezuelano Fernando Botero, que deve chegar a US$ 200 mil. No entanto, os mais aguardados são A Menina Ferindo o Coração (1941), de Candido Portinari, e Mulher Deitada com Peixes e Frutas (1897-1976), de Di Cavalcanti, ambos com lances a partir de US$ 1 milhão. O interessado em participar do leilão de Cravo poderá comparecer a uma mostra com as obras a venda aberta a partir do dia 17/11, na Rua Groenlândia, 1897. O catálogo estará disponível no site www.aloisiocravo.com.br, assim como o da Christie?s, www.christies.com, que já está recebendo os lances.Hotel Intercontinental - Alameda Santos, 1123. O leilão será realizado na sala Di Cavalcanti, no dia 22 às 21h30. Tel: (11) 3088-7142.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.