Leilão oferece imagens inéditas de 90 fotógrafos

Desde a década de 1980, a fotografiavem ampliando seu espaço no mercado - e hoje ela está forte aténo sistema das artes, cada vez mais em bienais, cada vez maisvalorizada internacionalmente. Na segunda-feira, a partir das 19horas, os interessados em fotografia terão uma ótimaoportunidade para adquirir imagens de um grupo ilustre defotógrafos brasileiros. Será realizado no Bar Maddá (Rua MouratoCoelho, 1.286), na Vila Madalena, um leilão com trabalhosassinados tanto por fotógrafos já muito consagrados (nacional einternacionalmente), como German Lorca, Cristiano Mascaro,Maureen Bisiliat, Walter Firmo, Pedro Martinelli e SebastiãoSalgado, como por criadores que vêm trilhando aos poucos suascarreiras, todos eles dos ramos da publicidade, dofotojornalismo e da foto de autor. Diferentes tendências,diferentes formatos, diferentes temas, preto-e-branco ecolorido: tudo isso estará à disposição dos compradores a partirde preços mais acessíveis, dependendo do autor. O lance mínimo será de R$ 200. A cerimônia terá como os leiloeiros Marco Bianchi ePaulo Bonfá, do programa "Rock Gol", da MTV, mas contará comparticipações especiais da atriz Eva Wilma, das apresentadorasMaria Cândida e Adriana de Castro, da TV Record, e de MarinaPerson, também da MTV. As fotografias serão apresentadas pelofotógrafo Iatã Cannabrava, que comentará cada um dos trabalhospara o público. "É uma oportunidade mesmo para o público ecolecionadores porque muitos dos prints não são encontrados emgalerias. São imagens exclusivas, doadas pelos fotógrafos,algumas ampliadas especialmente para a ocasião", diz o fotógrafoJuan Esteves, que também participa do leilão. Cada um dos 90fotógrafos doou um trabalho para o evento. Como diz Esteves,muitas das obras fazem parte do acervo particular dosparticipantes e por isso algumas delas já estarão emolduradasporque saíram diretamente de exposições, como é o caso detrabalhos de JR Durán e Bob Wolfenson. Um destaque, claro, é um print da foto "Chaveiro",realizada em 1954 por German Lorca. Obra pertencente ao acervodo Museu de Arte Moderna de São Paulo, ela faz parte da históriada fotografia brasileira, já que Lorca foi um dos integrantes dofamoso Foto Cineclube Bandeirantes na década de 1940. Era oinício da chamada fotografia de autor no Brasil, quandocriadores começaram a explorar os temas, a geometria tirada docotidiano - era o tempo da experimentação. Mas há muitos outrostrabalhos interessantes no leilão - obras que têm até quase 3metros de comprimento - e, vale dizer, feitos até 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.