Leilão Kennedy termina e arrecada US$ 5,5 milhões

Uma escrivaninha que pertenceu ao ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, e que tem o monograma "JFK" gravado, foi o item arrematado pelo valor mais alto no leilão de objetos que pertenceram à família Kennedy: US$ 452 mil (R$ 1,16 milhão). O móvel havia sido estimado entre US$ 6 mil e US$ 8 mil."É algo na história. É algo muito especial", disse a negociadora Glenn Spiro, que arrematou o móvel para sua cliente, Iris Smith, na noite de ontem, o último dos três dias de leilão organizado pela Sotheby´s.O ilusionista Uri Geller comprou dois lotes, uma imagem de bronze indiana e três pequenas estátuas de latão. Ele planeja colocá-los em um carro que ele cobriu com garfos e colheres que ele entortou.O leilão de mais de 700 peças de móveis, obras de arte e bibelôs teve uma renda total de US$ 5,5 milhões (R$ 14 milhões), muito menos do que o leilão de 1996, organizado também pela Sotheby´s, que chegou a US$ 34,5 milhões (R$ 88,4 milhões), e incluiu a venda, por US$ 2,5 milhões (R$ 6,4 milhões), do anel de noivado que Jacqueline Kennedy ganhou de Aristóteles Onassis. Mas, o leilão deste ano, organizado pela filha de Jacqueline e John, Caroline, rendeu cinco vezes a mais que o valor inicialmente previsto.Muitos lotes foram arrematados por valores várias vezes maior que as estimativas, com pacotes de objetos comuns, como revistas e jarras de vidro, sendo vendidos por milhares de dólares. Um açucareiro começou com um lance de US$ 150 e terminou vendido por US$ 7,2 mil. Isso comprova o fascínio que os americanos ainda sentem a tudo que diz respeito à família Kennedy. "Estamos emocionados, absolutamente emocionados", disse C. Hugh Hildesley, vice-presidente executivo da Sotheby´s.O segundo item vendido com o preço mais alto na sessão de quinta-feira foi um porta-retratos de ouro, vendido por US$ 96 mil a um comprador anônimo que fez os lances por telefone. Geller, que também fez lances por telefone, da Suíça, pagou US$ 3.120 pelos dois lotes que comprou. "Eu conhecia Jackie muito bem", ele disse por telefone. "Ela era uma mulher extraordinária". Geller, conhecido por habilidade de entortar colheres com o poder da mente, transformou um Cadillac de 1976 em um objeto de arte colocando 5 mil colheres e garfos tortos nele. O leilão incluiu itens das casas das famílias Kennedy e Onassis em Nova York; Hyannis Port, Massachusetts; Martha´s Vineyard;Peapack, Nova Jersey; e Middleburg, Virginia, bem como móveis dos aposentaos particulares da família na Casa Branca.Na introdução do catálogo, Caroline Kennedy escreveu que, depois da morte do irmão, John Kennedy Jr., em um acidente aéreo em 1999, viu-se com mais casas do que pudesse aproveitar. "Como fizemos antes, dei tudo o que tem significado histórico para a John F. Kennedy Library Foundation, onde estudiosos e o público terão acesso, e fiquei com as coisas que têm maior importância para mim e para meus filhos", disse a última sobrevivente da família do ex-presidente. Parte do que for obtido com a venda dos objetos e do catálogo será destinada à fundação, que fica em Boston, e a instituições de caridade. Os valores das vendas incluem a comissão de Sotheby´s.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.