Leilão bate recorde de valores em Londres

Obras surrealistas, impressionistas, expressionistas e cubistas de diversos pintores foram vendidas ontem por valores recordes em um leilão realizado pela casa londrina Christie´s.Um quadro de Salvador Dalí que representa sua esposa e musa, Gala, como a beleza clássica grega Galatea sobre a baía de Port Lligat, foi vendido por 2,1 milhões de euros.Pela obra Le boeuf écorché, do expressionista Chaim Soutine, de 1924, foi paga a quantia de 11,5 milhões de euros, um recorde mundial para o artista. Outro recorde mundial do leilão foi estabelecido pelo quadro Vista emblemática de Toledo (1933-39), pintado pelo surrealista francês André Masson, comprado por 1,5 milhão de euros.O quadro metafísico do italiano Giorgio de Chirico intitulado I pesci sacri (Os peixes sagrados) foi vendido por mais de 1,8 milhão de euros, e um quadro sem título do espanhol Joan Miró, pintado por volta de 1934, alcançou o valor de 1,2 milhão.Les points, de Degas, foi vendido por 3,1 milhões de euros, e o retrato que Pierre-Auguste Renoir fez de seu irmão mais velho, Pierre-Henri Renoir, em 1870, alcançou um valor próximo a 3 milhões.Por uma paisagem cubista de Georges Braque chamada de L´église de Carrieres Saint-Denis, (1909) foram oferecidos 2,2 milhões de euros.Também foi um sucesso o leilão de arte expressionista alemã e austríaca o Retrato de mulher com vestido branco (1911), de Ludwig Kirchner, que está pintado no verso de Adão e Eva, do mesmo artista, e foi vendido por 7,2 milhões de euros - outro recorde.Por um desenho de Egon Schiele intitulado Seminu feminino de joelhos, de 1917, um colecionador pagou mais de 6 milhões de euros, o que também representa um recorde para um desenho do artista austríaco. Outro foi conquistado por Vaca com bezerra (1914), de Heinrich Campendonk, comprado por 2,5 milhões.O retrato que o artista de origem russa Alexei von Jawlensky pintou, em 1912, de sua companheira Helene Neznakomova, intitulado Olhos negros, recebeu um lance final de 4,6 milhões de euros.O quadro Cena andarilha de Ernst Ludwig Kirchner, datado entre 1914 e 1922, superou os 3 milhões de euros, e um dos primeiros óleos sobre tela de Georg Grosz, Café (1915), foi vendido por 1,3 milhão de euros.Obras de Monet, Félix Vallotton, George Kolbe e Oscar Domínguez também receberam ofertas recordes no leilão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.