Leia trecho de 'Comunicação Ubíqua', de Lucia Santaella

Pesquisadora e especialista em semiótica, Lucia Santaella lança Comunicação Ubíqua - Repercussões na Cultura e na Educação (Paulus). Leia trecho a seguir:

O Estado de S. Paulo

07 de março de 2014 | 21h42

"Em nada comparáveis a uma ferramenta, o computador e a internet constituem-se no mais recente e hipercomplexo sistema semiótico que funciona graças “a técnicas e tecnologias que externalizam e organizam o pensamento humano para comunicar, armazenar, recuperar e processar informação”. A série de sistemas semióticos é longuíssima e é inseparável da hominidade: linguagem falada, canto, dança, rituais, “imagens, recursos mnemotécnicos, pictografias, logografias, escrita alfabética, números abstratos, numerais, signos matemáticos, o conceito de zero, geometria, matemática, lógica, ciências abstratas, mapas, gráficos, cartazes, livrarias, a imprensa, enciclopédias, fotografia, telégrafo, telefone, cinema, gravação de som, televisão, vídeo, discos óticos, teoria de controle dos computadores, cibernética e  internet”. Embora a lista não deva estar completa e haja aí alguma mistura entre linguagens e suportes, ela é suficiente para nos levar a concluir que, além de não serem uma ferramenta, o computador e a internet não se reduzem a uma tecnologia, mas são partes de uma “cadeia evolutiva de linguagens”, cada uma com seus processos específicos de criação de sentido. (...)"

Tudo o que sabemos sobre:
Literatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.