Led Zeppelin leva 20 mil ao delírio em concerto histórico

Na noite de segunda-feira, cerca de 20 mil pessoas estavam em estado de êxtase vendo o velho desejo se concretizar: a volta do mito Led Zeppelin. São quase três décadas desde que o grupo chegou ao fim e o tão aguardado show da banda britânica, realizado no palco do O2 Arena, em Londres, entra para a história não só como o retorno da banda aos palcos, mas também como um dos maiores encontros de fãs de todo o mundo num só lugar. "É meio estranho, temos aqui gente de 50 países", disse durante o show o vocalista Robert Plant, de cavanhaque, roupa preta e os velhos cachos loiros.Marmanjos de todo o mundo choravam e abraçavam o amigo ao lado, como se o impossível tivesse se tornado real. Outros dançaram sozinhos, sob efeito hipnótico dos riffs de Jimmy Page. O tributo a Ahmet Ertegun, lendário fundador da Atlantic Records (selo que lançou a banda nos anos 60), foi o motivo que levou o grupo a se reunir, com praticamente sua formação clássica: Plant, Page e o baixista John Paul Jones.O baterista Jason Bonham ocupou o lugar do pai, John Bonham, morto em 1980. Antes desse show histórico em Londres, o Led Zeppelin só havia se encontrado nos palcos duas vezes: em 1985, para o show beneficente Live Aid, e no aniversário de 40 anos da gravadora Atlantic em 1988, já com o baterista Jason Bonham. O show de abertura, às 19h30, foi comandado por Bill Wyman, ex-Rolling Stone, que recebeu Paul Rogers e Mick Jones.Às 21 horas, as luzes se apagaram e, no telão, um trecho do filme The Song Remains the Same descrevia a história da banda Led Zeppelin. Robert Plant abriu a noite cantando o clássico Good Times Bad Times. Foi um show para quem conhecia a fundo a discografia da banda e também para quem só estava familiarizado com os hits ledzeppianos. O quarteto emendou Ramble On, Black Dog e In My Time of Dying. Plant resolveu falar com o público antes de For Your Life. "São muitos sentimentos envolvidos. Finalmente, chegamos a este ponto", disse ele. Antes de Trampled Under Foot, do álbum Physical Graffi, Plant deu a dica. "Este é o estilo Led de fazer blues." Mesmo prometendo dar um tempo em Stairway to Heaven, Plant rendeu-se a ela, para fãs visivelmente agradecidos com tal ato de generosidade. O vocalista o fez em memória do amigo Ertegun. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.