Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Leandro Karnal escreverá no 'Caderno 2' também às quartas

Historiador começou a escrever regularmente no Caderno 2 em agosto

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

06 Dezembro 2016 | 21h07

Ao chegar à última página deste caderno, o leitor encontrará uma surpresa: a partir de hoje, o historiador e filósofo Leandro Karnal escreverá também às quartas-feiras, além da já habitual coluna que publica aos domingos. “Trata-se de uma experiência de exposição muito grande, cuidado de texto, logo é trabalhosa”, comenta.

Karnal começou a escrever regularmente no Caderno 2 em agosto. “No início, tive a tendência de escrever ou muito difícil ou muito fácil, um cuidado de professor com a receptividade”, observa. “Os próprios leitores e amigos dão indicação. O importante é encontrar o tom da comunicação, que não seja o beletrismo com crônicas sofisticadas que não transmitem uma mensagem, nem também tão banal que se torne relevante a leitura.”

Nesse período, Karnal encontrou temas que provocaram reações mais fortes entre os leitores. “Recebo sempre uma resposta muito grande quando trato de temas muito tocantes como amizade, questões religiosas. Também recebo reações positivas e negativas quando ingresso no campo da política e aí as pessoas respondem dentro da polarização que nos marca. Acho isso positivo, pois é um dos objetivos de um jornal plural como o Estadão, que abriga profissionais com postura variada como Luis Fernando Verissimo, Marcelo Rubens Paiva, Roberto DaMatta.”

Leandro Karnal considera isso fundamental, pois cabe ao leitor a ação de concordar ou não. “Isso é fascinante. O jornal é uma sementeira de ideias. Isso é fundamental para escrever e para ler um jornal. Se o jornal inteiro diz aquilo que acredito e repete os meus valores, ele não merece a leitura, pois não acrescenta nada. Quando encontro certo obstáculo, plena discordância, ou até afeto ou raiva, é sinal que comecei a pensar e isso é bom”, argumenta.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.