Laurent Suaudeau abre escola de culinária em agosto

Desde que trocou o Rio por São Paulo há dez anos, o francês Laurent Suaudeau transformou-se em sinônimo de excelência e qualidade no restrito mercado da alta gastronomia brasileira. Nos últimos quatro anos, foi eleito o melhor chefe de cozinha pela revista Veja. Mas sua reputação não se limita ao Brasil. Ele transita e é respeitado igualmente na França, Itália e Estados Unidos. Em Nova York, dá conselhos e pitacos em receitas alheias, como as de Daniel Boulud, chefe e proprietário de um dos melhores restaurantes da cidade.Com esse currículo, Laurent Suadeuau poderia folgadamente trabalhar onde quisesse e manter seu reinado na alta cozinha intocável. Mas há cerca de um ano ele resolveu tocar um projeto mais ambicioso: aliar a tradição e as técnicas regionais do País à metodologia francesa e colocar no mercado brasileiro profissionais de garfo e faca de alta qualidade. Em agosto deste ano, Laurent começa a concretizar seus planos com a inauguração de uma escola de culinária, localizada em uma casa nos Jardins, onde a primeira turma de alunos vai aprender a cozinhar produtos da terra com técnicas desenvolvidas na França.Para dedicar-se a maior parte do tempo ao novo empreendimento, ele tirou seu nome do restaurante que dirigia na Alameda Jaú e viajou pelo Nordeste atrás da genuinidade e variedade dos hábitos alimentares brasileiros.Leia mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.