Laís Granato expõe vasos no Paulistano

Depois de abandonar a psicologia há 18 anos para dedicar-se às artes plásticas, Laís Granato expõe, pela primeira vez, no Clube Paulistano. Mostra 40 vasos de cerâmica que ganham tons inusitados a partir da combinação da cor da argila com os pigmentos de óxidos utilizados pela artista. A mostra, que será aberta hoje, às 20h30, poderá ser vista no clube até domingo. Para criar as peças da exposição, que chamou de Vasos, Laís usou uma técnica pouco empregada no Brasil, denominada beliscão. "Moldo a argila até ficar bem fina, o mais possível, e depois eu a coloco no forno muito quente, mais ou menos a 1,3 mil Cº, sem usar esmalte nem tinta", explica. Laís Granato procura a simplicidade em suas peças. "Minha obra é óbvia, pensem em vasos e já saberão o que faço." Ela criou três formas básicas em tamanhos diferentes, que vão de 20 cm a 45 cm. Do hobby à arte Laís Granato deixou a psicologia em 1982, quando nasceu seu último filho. Passou a fazer peças de cerâmica por hobby. Há cinco anos, transformou a distração em profissão. Foi iniciada no trabalho com argila pela ceramista Célia Cimbalista. Depois, Laís Granato afirma que se tornou auto-didata. E apaixonou-se por sua matéria-prima. "Meu negócio é argila, não pretendo trabalhar com outros materiais. Gosto principalmente da porcelana, de sua brancura fina e translúcida. Adoro peças que exploram isso". Vasos - Exposição de Laís Granato. Clube Paulistano (R. Honduras, 1.400, tel: 3065-2000). De 4ª a dom., das 15 às 23 h.

Agencia Estado,

24 de outubro de 2000 | 11h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.