EFE
EFE

Ladrões roubam obras de Picasso e Botero em Madri

As obras vinham de uma exposição realizada recentemente na Alemanha

02 de dezembro de 2010 | 16h38

Ladrões roubam um caminhão que transportava cerca de 20 obras de arte de Pablo Picasso, Fernando Botero e do escultor espanhol Eduardo Chillida, segundo informou a polícia espanhola nesta quinta-feira, 2.

O veículo foi assaltado por três pessoas encapuzadas em 27 de novembro nas imediações de Madri. Os ladrões não fizeram nenhum disparo, forçaram a porta de entrada do armazém onde estava estacionado o caminhão e levaram as peças.

Os policiais encontraram o caminhão vazio e abandonado três dias depois, perto de Madri, disse a polícia em um comunicado. A empresa Crisostomo, encarregada do transporte das obras, não indicou ninguém para comentar o incidente.

As 28 obras vinham de uma exposição realizada recentemente na Alemanha. Na lista de telas roubadas estão trabalhos de Picasso, Botero, Chillida e Antonio Saura, no valor de 2,7 milhões de euros (US$ 3,5 milhões).

A polícia de Madrid assumiu a investigação para esclarecer o ocorrido e tentar prender os ladrões, além de recuperar as obras.

Tudo o que sabemos sobre:
artes plásticasPicassoBotero

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.