Reprodução
Reprodução

Ladrões roubam obras de arte da mansão de Kate Moss

Não é a primeira vez que um grupo de ladrões se interessam pela obra do grafiteiro Banksy

21 de maio de 2010 | 16h31

LONDRES (EFE).- Várias obras de arte avaliadas em 80 mil libras (91.720 euros) foram roubadas na quinta-feira da mansão da modelo britânica Kate Moss, em Londres, informa nesta sexta, 21, o jornal "Daily Mirror".

 

Entre as obras roubadas, estava uma do grafiteiro britânico Banksy, ícone da arte contemporânea londrina.

 

Segundo o periódico, os ladrões entraram na casa da modelo quando ela, seu namorado - o guitarrista do grupo "The Kills" Jamie Hince - e sua mãe dormiam no local.

 

A polícia deteve um homem de 24 anos vinculado ao assalto e continuam as buscas de mais responsáveis pelo crime.

 

Não é a primeira vez que um grupo de ladrões se interessam pela obra do grafiteiro Banksy. No início deste mês, a polícia deteve um homem e uma mulher que haviam entrado violentamente em uma galeria de arte no centro de Londres para roubar litografias do artista, avaliadas em mais de 16 mil libras (18,3 mil euros).

 

Em 2007, outros dez trabalhos de Banksy, que custavam cerca de 10 mil libras (11.450 euros), foram roubados da galeria de arte Art Republic em Brighton.

Tudo o que sabemos sobre:
Kate Moss

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.