'La Verità' chega a São Paulo

Desaparecida havia anos, uma imensa tela de Salvador Dalí ressurge. O que fazer com ela? Surpreendentemente, seu destino não foi um museu ou a sala de um colecionador particular. Mas o palco.

MARIA EUGÊNIA DE MENEZES, Agência Estado

07 de agosto de 2013 | 10h48

Em La Verità - espetáculo que chega nesta quarta-feira, 7, a São Paulo depois de percorrer quatro capitais brasileiras -, o ponto de partida é um painel criado pelo artista espanhol nos 1940. Foi de posse da pintura - e tomado pelos caminhos que ela sugeria - que o ítalo-suíço Daniele Finzi Pasca concebeu a montagem.

O diretor conquistou fama internacional por suas criações grandiosas. No Brasil, pôde ser visto recentemente em Donka - Uma Carta a Chekhov, montagem de 2010, e Corteo - obra do Cirque du Soleil que levava sua assinatura. Agora, está no Canadá, criando o espetáculo de abertura da próxima Olimpíada de Inverno.

O encenador mantém seus traços característicos em La Verità: concebe algo entre o circo e o teatro, com números de clowns e demonstrações acrobáticas. "A peça é como um caleidoscópio de pequenas narrativas, fragmentos que se inspiram todos nessa tela", comenta ele.

Com cores esmaecidas, o painel traz as figuras dos amantes Tristão e Isolda. Foi criado para servir de cenário a Tristan Fou: balé visto em Nova York em 1944 e que se autodenominava como uma dança tragicômica.

O caminho trilhado pela cia de Pasca se aproxima dessa ambiguidade original. Sua obra cênica está a lidar com um constante jogo de contrastes. Persiste oscilando entre o grotesco e o lírico. Permite que a tela de Dalí tenha espaço próprio na criação, mas faz isso sem adotar uma postura reverente.

LA VERITA - Teatro Bradesco. Rua Turiassu, 2.100, Shopping Bourbon. 5ª a dom., 21 h. R$ 30/ R$ 200. Até 25/8. www.ingressorapido.com.br

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
teatroLa Verità

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.