La Fura dels Baus encena "pornô made in Minas"

XXX é o código usado para classificar os filmes pornográficos mais "hardcore", cuja ousadia muitas vezes beira a ilegalidade. É também o título do mais recente espetáculo da trupe teatral catalã La Fura dels Baus.A peça já passou por Espanha, Itália, Alemanha - onde chegou a ter sua exibição cancelada devido à pressão de grupos cristãos - e estreou em Londres nesta quarta-feira.Na estréia londrina de XXX, grupos religiosos exibiam cartazes condenando o suposto sadismo do espetáculo, em frente ao Riverside Studios, sede do teatro em que a peça está sendo exibida.No dia seguinte, tablóides, como o Evening Standard, exibiam manchetes do tipo: "Choque com sexo ao vivo no palco". Curiosamente, a peça, que exibe cenas de sexo extremamente gráficas, foi concebida no Brasil - mais especificamente na recatada Minas Gerais."Este espetáculo nasceu no ano 2000, em Minas Gerais, Belo Horizonte, onde estávamos participando de um festival teatral (o Encontro Mundial das Artes Cênicas, que mesclava oficinas e espetáculos)", conta o diretor Carlos Padrissa."Lá, fizemos um teste de elenco com um ator e uma atriz pornográficos de Minas". A idéia de um teste de elenco é a premissa inicial da peça, quando a jovem Eugénie (Sonia Segura) responde a um anúncio para participar de um filme erótico.A pornografia de XXX é baseada em Filosofia na Alcova, do Marquês de Sade e as opiniões sobre ele são divergentes e polêmicas, como sempre ocorre com o La Fura dels Baus.As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.