"Kubanacan": muito humor e pouca roupa

A partir de hoje, entra no ar o exército de descamisados da dupla Carlos Lombardi, no texto, e Wolf Maia, nas câmeras. "É um país tropical e o calor exacerba o jogo de libido", justifica o diretor. Kubanacan, a nova novela das 19h na Globo, conta a história dos belos e sensuais habitantes de uma ilha do Caribe, cuja língua oficial é o espanhol e o principal produto de exportação, as bananas. A história se passa no final dos anos 50."Mas não pretendemos fazer nenhuma alegoria política com governos, atuais ou passados", garante Maia. "Vamos mostrar uma série de cacoetes de países da América Latina, que viveram ditaduras e foram prejudicados economicamente." Para compor os papéis, Lombardi e Maia dizem ter se inspirado em personagens como Evita Perón e Tereza Goulart.No centro da trama, os queridinhos de sempre da dupla: Danielle Winits, Humberto Martins e Marcos Pasquim. "Formamos umas das mais estáveis companhias de comédia da Globo", brinca o diretor. Mas há algumas novidades, também. Uma das principais, a escalação de Carolina Ferraz para viver, pela primeira vez em sua carreira, uma personagem nem um pouco "mulherzinha". Outra rosto novo nas chanchadas de Lombardi é Adriana Esteves, novamente em uma comédia, como uma heroína de caráter duvidoso. A atriz deverá repetir seu par romântico com Vladimir Brichta, uma das revelações do ano passado, que estreou na Globo como o caubói Nélio em Coração de Estudante."Só aceitei o papel porque faria par com o Brichta", brincou Adriana, na coletiva de imprensa realizada há duas semanas, no Projac. E, mais uma vez, Brichta vai exibir seu (belo) tórax nas telas da Globo. "Mas não me importo, não. Até agora, acho que o papel não saturou. Além disso, o Enrico é bem diferente do Nélio. Um era inocente. Este, agora, faz o tipo espertinho e tem vida dupla", explica o galã.Kubanacan começa a partir do golpe dado por Carlos Camacho (Humberto Martins, que teve de emagrecer 11kg para aparecer em plena forma no papel). Na verdade, a ação é planejada por Mercedes Montenegro (Betty Lago), a mulher do presidente Rubio Montenegro (Stênio Garcia, em uma participação especial apenas no primeiro capítulo) e amante de Camacho.Longe da capital, a cidade de La Bendita, uma comunidade de pescadores do vilarejo de Santiago sonha em ficar rica e famosa. Certo dia, aparece na praia, no meio do nada, Esteban (Marcos Pasquim), um homem misterioso, desmemoriado, que ao longo da trama descobre ter treinamento de exército.Ele é acolhido por Marisol (Danielle Winits), uma viúva que namora Enrico (Brichta). Mas que, após vários banhos de mar e rodas de salsa ao pôr do sol, vai se apaixonar por Esteban. "Marisol é uma personagem também misteriosa, que, futuramente, vai tentar a vida como stripper do cabaré", diz Maia, completando: "Danielle será a mais sensual da novela." Que novidade...

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.