"Kubanacan" faz a salsa virar fenômeno

Alguns meses antes de a novela Kubanacan, da Globo, entrar no ar e tirar os ritmos latinos dos guetos e das academias de dança, José Paulo Fischer de Matos, dono do Café Aurora, havia pensado num projeto para esse segmento. "Sempre gostei de bares e casas que tocam música caribenha", diz Matos. O empresário consultou gente da área, foi atrás de patrocinadores e de outros empresários. Conseguiu seis parceiros, donos do Buena Vista, Avenida Club, Conexión Caribe, Bar Brahma, Pacha Ynti e Taberna Sherwood, e, com eles, lançou o Club de la Salsa. A idéia é criar um roteiro da salsa na cidade. A cada dia da semana, uma das casas tem uma programação voltada ao ritmo, com bandas, DJs, drinques típicos e muita dança. O Café Aurora, Buena Vista, Avenida Club e Conexión Caribe ainda oferecem um curso rápido de salsa. "O movimento da salsa existe no Brasil, mas em focos dispersos", diz o gestor do Club de la Salsa, Fábio Morales. "Em São Paulo, 72 academias trabalham com salsa e o pessoal sai para a noite procurando local para colocar em prática o que aprendeu nas aulas." É o caso da publicitária Jacqueline Mareines, de 39 anos, aluna de zouk, outro som ´caliente´, há um ano e de salsa há seis meses. "Quando você começa a aprender, você quer dançar, não quer ficar só na sala de aula", explica Jacqueline. Segundo os organizadores do Club de la Salsa, o projeto já é um sucesso. "Segunda-feira é um dia que normalmente não lota, mas na semana passada foi um milagre. Estava frio, uns 10º C, e reunimos de 150 a 200 pessoas", comemora José Paulo Fischer de Matos, do Café Aurora. Os cubanos Angelo Andricain, de 45 anos, e Yanet Batista Sánchez, de 25, exímios dançarinos, visitaram o Café e aprovaram a iniciativa. "Os brasileiros querem aprender salsa, que tem a ver com forró. É parecido, porque movimenta muito a parte de baixo do corpo", compara Andricain, que vive com Yanet no Brasil há sete anos. A bailarina Marcela Moraes, de 29 anos, professora de salsa e coordenadora dos workshops de dança no Aurora, conta que o ritmo é uma febre no exterior. O dançarino Jô Passos, de 30 anos, que presta consultoria para o Club de la Salsa, reforça a idéia. "Ela hoje está sendo dançada no mundo, mas tem referência nos estilos desenvolvidos em três lugares: Cuba, Porto Rico e Nova York." Calendário Segunda - Café Aurora. R. Treze de Maio, 112, Bexiga, tel: 3237-1246 Terça - Buena Vista. R. Prof. Atílio Innocenti, 780, Itaim, tel:3045-5245 Quarta - Avenida Club. Av. Pedroso de Morais, 1.036, Pinheiros, tel: 3814-7383 Quinta - Conéxion Caribe. R. Belmiro Braga, 200, Vila Madalena, tel: 3813-5229 Sexta - Bar Brahma. Av. São João, 677, Centro, tel: 3333-0855 Sábado - Pancha Ynti. R. Treze de Maio, 192, Bexiga, tel: 5032-0821 Domingo - Taberna Sherwood. Av. Luís Dumont Villares, 998, Parada Inglesa, tel: 6973-2925 Onde aprender Passos & Compassos. R. Pereira Leite, 70, Metrô V. Madalena, tel. 3871- 4468. Está com inscrições abertas para novas turmas de salsa. Cobra, em média, mensalidade de R$ 65 (1 aula por semana); o curso tem 3 meses de duração. Cia. Terra. R. Batatais, 187, Jd Paulista, tel. 3051-4550. A escola oferece aulas de segunda a sexta-feira, das 20h às 21h, e sáb., das 15h às 16h; o módulo de 8 aulas (dois meses) custa R$ 120 (casal tem 50% de desconto) Centro de Dança Jaime Arôxa São Paulo. Av. Vereador José Diniz, 4.014, Campo Belo, tel. 5561-5561. Aulas são ministradas 1 vez por semana, às segundas-feiras, às 20h, para iniciantes, ou terças-feiras, às 20h, para turmas mais avançadas; cobra R$ 50 de matrícula e R$ 75 de mensalidade (casal tem 50% de desconto na matrícula e de R$ 5 em sua mensalidade) Escola de Dança Celso Vieira. Av. Dom Pedro I, 1.145, Ipiranga, tel. 6161- 5652. Terá nova turma de salsa a partir do dia 14, das 16h30 às 17h30; cobra 3 x R$ 50 (os cursos têm duração de 12 aulas). Espaço de Dança Andrei Udiloff. R. Simão Álvares, 714, V. Madalena, tel. 3813-6196 e 3814-8251. O curso terá início no dia 9 e será ministrado pelo professor Rogério Mendonza; as aulas serão realizadas às terças-feiras, às 21h30. Conexión Caribe. Belmira Braga, 200, V. Madalena, tel. 3813-5229. Curso às terças, quartas, quintas e sábados, a partir das 21h; 1 aula sai por R$ 15 e pacote com 4 aulas, por R$ 45. Cia Latina. tel. 5093-7674 e 8111-4881. E-mail: cia_latina@hotmail.com. A empresa disponibiliza bailarinos e professores para eventos em geral, treinamento de executivos, entre outras atividades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.