Komatsu, o destaque brasileiro

Além da Rússia, a América Latina teve seção especial na Arco, no segmento Solo Projects. A produção artística da região será ainda, como afirmou o novo curador da 30ª Bienal de São Paulo, Luis Pérez-Oramas, destaque da principal mostra brasileira, em 2012.

, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2011 | 00h00

A Arco convidou a brasileira Luisa Duarte, a venezuelana Julieta González (Tate Modern) e a mexicana Daniela Pérez (Museu Tamayo) para que selecionassem os participantes. Dos brasileiros, André Komatsu (Galeria Vermelho), foi o que mais se destacou. Com um trabalho que mistura a raiz conceitual e delicadeza, Komatsu, que em setembro estará no Drawing Room de Londres, teve todas as suas obras vendidas (por preços que variaram de R$ 5 mil a R$ 50 mil).

Ainda vale citar as exibições do cubano Carlos Garaicoa e do colombiano Felipe Arturo no Solo Projects.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.