Kate Moss faz acordo com tablóide britânico

A modelo Kate Moss aceitou um acordo que inclui uma indenização monetária por parte de um jornal que havia publicado uma notícia dizendo que ela tinha entrado em estado de coma por causa do consumo de cocaína em uma visita à Espanha, disse hoje o advogado da famosa modelo britânica.Um artigo publicado em janeiro no jornal britânico Sunday Mirror e em seu site afirmava que, durante uma visita a Barcelona, Espanha, em junho de 2001, Kate entrou em coma depois de consumir uma grande quantidade de cocaína e teve de ser reanimada."As alegações são falsas", afirmou hoje o advogado de Kate, Gerard Tyrrell. Ele disse que a empresa editorial Mirror Group Newspapers Limited admitiu que a versão era falsa e que não deveria ter sido publicada. Tyrrell também disse que as duas partes concordaram com uma quantia considerável de dinheiro por danos morais, mas não especificou o valor.O advogado do jornal, Philip Conway, admitiu que as afirmações que foram feitas sobre a modela eram erradas, e pediu desculpas pela vergonha e aborrecimentos causados.Kate, de 31 anos, não estava presente na audiência da Corte Superior de Londres.

Agencia Estado,

27 de julho de 2005 | 13h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.