Kate Moss evita Londres e escreve autobiografia

A modelo inglesa Kate Moss que está prestes a assinar um contrato de US$ 1 milhão com a Virgin Books Group para contar sua história em uma biografia, viajou a Paris para realizar uma sessão de fotos e afirmou que não voltará para Londres, segundo publicou o jornal inglês The Sun. Kate precisa ir a Londres para ser interrogada pela polícia britânica, pois esteve envolvida em um escândalo por consumo de cocaína, em setembro do ano passado. O jornal britânico Daily Mirror publicou fotos em que ela usava a droga junto com seu ex-namorado, o cantor Pete Doherty. A modelo perdeu muitos contratos de publicidade por causa do escândalo e foi se hospedar em uma clínica de reabilitação no Arizona, Estados Unidos. Segundo anunciou o The Sun, Kate decidiu deixar os Estados Unidos e viajar para Paris e realizar uma sessão fotográfica para a revista W, mas se nega a voltar a Londres.Nesta semana, os advogados de Kate Moss disseram que estão preparando sua declaração para apresentar à polícia britânica. Enquanto isso, Kate continua com a idéia de publicar uma autobiografia encorajada por Richard Branson, da Virgin Books Group. Nela, é esperado que a modelo fale abertamente sobre seu problema com as drogas. O livro tem lançamento previsto para setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.