Kate Moss desiste de escrever autobiografia

A modelo britânica Kate Moss desistiu de escrever uma autobiografia, pela qual ia receber US$ 1,7 milhões, porque em seu livro teria que falar detalhadamente de seus problemas com as drogas e sua agitada relação com o cantor da banda BabyShambles, Pete Doherty.A agência de modelos que a representa, Storm, disse que não há planos imediatos para a publicação do livro, cujos direitos queria adquirir o empresário Sir Richard Branson, dono da companhia Virgin.Kate Moss, de 32 anos, soube na semana passada que a Procuradoria britânica (CPS) não apresentaria uma acusação formal por consumo e posse de drogas. Fotos da modelo supostamente usando cocaína em um estúdio de Doherty foram publicadas por um tablóide britânico em setembro do ano passado, escândalo que fez com que Kate se internasse em uma clínica de reabilitação no Arizona, nos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.