Kate Moss comemora 33 anos com 24 horas de festa

Uma festa de 24 horas consecutivas e uma balada privada no banheiro de um elegante bar no centro de Londres: será que Kate Moss voltou a usar cocaína? Esta é a pergunta que fazem nesta sexta-feira os tablóides britânicos, depois que souberam dos detalhes da comemoração do 33º aniversário da modelo britânica. Kate começou a festejar a data na tarde de terça-feira, quando foi ao restaurante Scott´s com a atriz Davinia Taylor, outra amiga não identificada e seu namorado, o vocalista da banda Babyshambles Pete Doherty. Depois, o casal deixou o restaurante, trocou de roupa na casa de Kate e foi ao teatro Dnmar Warehouse para assistir ao espetáculo Don Juan of Soho. Mas a festança começou quando ela e Doherty chegaram ao China Tang Bar do Dorchester Hotel, onde encontraram o dono da rede Top Shop, Sir Philip Green, o milionário David Tang (proprietário do bar), o ex-baixista do The Clash, Paul Simonon e a melhor amiga de Kate, Sadir Frist, entre outros conhecidos. O grupo comemorou o aniversário da top até às 3 horas, gastando mais que 15 mil euros em bebidas alcoólicas. Mas enquanto Doherty, que estaria aparentemente embriagado, voltou para casa antes da meia-noite, Kate e amigos ficaram no restaurante e decidiram continuar a festa no banheiro do hotel. "A cena era cômica. As pessoas tinham dificuldade para entrar nos banheiros porque havia gente demais. A uma certa altura um cliente não conseguiu entrar porque Kate e Sir Philip mantinham a porta fechada". No fechamento do bar, o grupo eufórico foi para a casa da modelo, onde Kate dançou e bebeu champanhe até as 10 horas da manhã. Apesar da grande quantidade de álcool ingerida, no dia seguinte a modelo ainda conseguiu dar uma volta no shopping antes de encontrar com alguns amigos em um pub, no norte da capital britânica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.