REUTERS / Mario Anzuoni
REUTERS / Mario Anzuoni

Kanye West anuncia candidatura à presidência dos EUA em rede social

Rapper chegou a apoiar Donald Trump no início do mandato

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de julho de 2020 | 04h04

O rapper americano Kanye West, marido da estrela de reality show Kim Kardashian, anunciou neste sábado, 4, sua indicação para a presidência dos Estados Unidos nas eleições de novembro, nas quais o presidente republicano Donald Trump buscará a reeleição.

"Precisamos cumprir a promessa dos Estados Unidos confiando em Deus, unificando nossa visão e construindo nosso futuro. Estou concorrendo à Presidência dos Estados Unidos! # 2020VISION", twittou o rapper, no dia da celebração do 4 de julho, feriado nacional americano pela independência do país.

Ele não elaborou sua campanha, quatro meses antes das eleições de novembro. Há muito tempo, West se afastou da tendência mais à esquerda da indústria do entretenimento para gritar seu apoio a Trump, e em 2018 os dois se encontraram no Salão Oval.

Mas em 2019, ele disse, durante uma entrevista no programa Beats 1 da Apple Music, que seu apoio a Trump havia sido uma maneira de provocar os democratas e anunciou suas próprias aspirações. "Chegará o momento em que eu seja presidente dos Estados Unidos e lembrarei (...) de todos os fundadores que não tiveram a capacidade de entender o que estávamos fazendo", disse ele sem esclarecer a quem estava se referindo.

O anúncio ocorre dias depois de West lançar uma nova música, "Wash Us In the Blood", juntamente com um vídeo mostrando imagens dos recentes protestos raciais.

Desde 2018, sua esposa Kim Kardashian, fez contatos na Casa Branca em sua luta por reformas judiciais e conseguiu fazer com que Trump perdoasse uma mulher de sessenta anos por um crime não-violento relacionado a drogas.

Há semanas, Trump, criticado por suas respostas à pandemia de coronavírus e protestos anti-racistas, está atrás de seu rival democrata, Joe Biden, em pesquisas. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.