Justin Bieber não será processado por incidente com fotógrafo

O astro adolescente Justin Bieber não enfrentará nenhum processo pela suposta agressão a um homem que o fotografou em maio num shopping center, disse uma promotora da Califórnia na quarta-feira.

Reuters

22 de novembro de 2012 | 09h51

Segundo a procuradora distrital adjunta Mara McIlvain, há "indícios insuficientes" de que o cantor canadense teria agredido o paparazzo José Hernández-Durán antes de deixar o local com sua namorada, a atriz Selena Gomez.

O fotógrafo acusou Bieber, de 18 anos, de ter saído de uma van para chutá-lo no abdome e socá-lo no rosto. Autoridades chamadas ao local não encontraram lesões aparentes no acusador.

Um médico depois apontou um "pequeno inchaço" no lado direito do rosto e uma "vermelhidão" na parte baixa do abdome -- lesões que foram consideradas apenas "superficiais".

O incidente ocorreu na localidade de Calabasas, cerca de 50 quilômetros a oeste de Los Angeles.

O relatório de McIlvain sugere que Bieber se irritou por ter seu veículo obstruído por fotógrafos, e por isso teria partido para cima de Hernández-Durán. Segundo testemunhas, não foi possível ver se o fotógrafo foi realmente agredido. Ele teria continuado fazendo fotos, e foi abordado por um advogado logo depois.

Os agentes de Bieber não se manifestaram.

(Reportagem de Eric Kelsey)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEBIEBERFOTGRAFO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.