Justiça pede perícia contábil, societária e curatorial no Masp

Juiz acata pedido do Ministério Público, que acusa problemas de gestão no maior museu da América Latina

Jotabê Medeiros, de O Estado de S. Paulo,

12 de setembro de 2008 | 17h15

O juiz Alfredo Athie Jr., da 32.ª Vara da Capital, determinou perícia contábil, societária e curatorial no Museu de Arte de São Paulo (Masp), visando tomar uma decisão em relação aos problemas administrativos apontados em ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual (MPE). O juiz também determinou que o processo corra sob segredo de Justiça. O pedido de ação civil pública do Ministério Público se baseia em perícias realizadas na contabilidade e no prédio do museu, que teriam demonstrado inépcia administrativa e descaso com a segurança da instituição. O museu teria débitos de mais de R$ 20 milhões, segundo o relatório final do MPE, divulgado em julho.  "O Masp encontra-se no limiar da descontinuidade de suas atividades, com graves problemas financeiros, de controle e, por conseqüência, de gestão", dizia o relatório. O Masp tem cerca de 8 mil obras, cujo valor estimado é de US$ 1,2 bilhão. Mas, no ano passado, gastou cerca de R$ 70 com restauro de peças, o que é considerado irrisório face à importância do acervo. Há também indícios de pequenos truques contábeis para acusar superávit. Convocado para prestar esclarecimentos, o presidente do museu, Júlio Neves, recusou-se na ocasião a permitir que sejam feitas alterações no estatuto do museu e que a situação seja debatida abertamente com os sócios. Ele pediu prazo ao Ministério Público, que não concedeu e entrou com a ação. A nomeação de novos peritos para reavaliar o laudo do Ministério Público Estadual (MPE) foi vista pelo museu como uma notícia positiva. Segundo disse nesta sexta, 12, o assessor de imprensa do museu, Paulo Alves, a direção da instituição informou que "vai prestar as informações que forem solicitadas e coooperar com as autoridades".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.