Justiça dos EUA suspende enterro de Anna Nicole Smith

Um tribunal de apelações da Flórida suspendeu na segunda-feira um decreto que permitia o enterro da ex-coelhinha da Playboy e ex-modelo Anna Nicole Smith nas Bahamas. Enquanto isso, a batalha sobre a guarda legal de seu bebê foi transferida para a capital bahamense, Nassau. A Corte de Apelações do 4.º Distrito em West Palm Beach concedeu uma petição de emergência à mãe de Anna Nicole, Virgie Arthur, para impedir que Richard Milstein, que tem atualmente a guarda de Dannielynn, de 5 meses, filha da ex-modelo, levasse o corpo para as ilhas, onde Anna viveu os últimos meses de sua vida. A manobra legal adiou mais uma vez o funeral da estrela, que morreu repentinamente, aos 39 anos, no dia 8, em um hotel-cassino na Flórida. Seu corpo continua em um consultório médico em Dania Beach, na Flórida. Virgie Arthur quer que a herdeira seja enterrada em seu Estado natal, o Texas. Os bens da ex-dançarina e viúva do magnata do petróleo J. Howard Marshall podem valer milhões de dólares se ela vencer a batalha legal sobre o espólio de seu ex-marido. Polêmica da paternidade O advogado de Miami Richard Milstein, escolhido o guardião de Dannielynn, disse que estava fazendo os arranjos para enterrar Anna Nicole Smith ao lado do filho dela, Daniel, que morreu no ano passado, nas Bahamas, vítima de overdose. Em Nassau, advogados de Virgie e do ex-namorado de Anna, Larry Birkhead, que alega ser o pai biológico do bebê, foram à Justiça para uma audiência sobre a custódia da criança. Howard K. Stern, então advogado de Anna Nicole e seu companheiro por muito tempo, está na certidão de nascimento do bebê como seu pai. Ele alega que é o pai biológico da menina. Birkhead deve fazer um teste de DNA para provar sua paternidade. Sua advogada, Debra Opri, disse que estava entrando com um pedido para contestar a legitimidade da certidão de nascimento de Dannielynn. O caso foi adiado até meados de março, quando o tribunal deve ouvir mais questões processuais antes de estabelecer uma data para a principal audiência, disse Wayne Munroe, advogado que cuida dos bens de Anna Nicole.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.