Justiça dos EUA adia audiência sobre bens de Britney Spears

Uma juíza decidiu na terça-feiraque a audiência marcada para julho para decidir o controlesobre o patrimônio de Britney Spears avaliará na verdade outrasquestões e, a fim de os advogados tenham tempo para estudar ocaso, será adiada. A juíza Reva Goetz também deu permissão ao pai dela, JamesSpears, co-tutor da cantora, para vender a casa da cantora de26 anos de idade na área de Studio City, em Los Angeles,afirmou uma porta-voz da Corte. Goetz decidiu que a audiência de 31 de julho, que haviasido marcada para decidir sobre o fim ou a prorrogação datransferência do controle dos bens dela para seu pai e um outroco-tutor, avaliará na verdade questões de prova relativas aocaso. Britney viu sua vida sair de controle desde que, no finalde 2006, separou-se de Kevin Federline. Os dois travaram uma batalha ferrenha pela guarda dosfilhos do casal e, no começo deste ano, Britney deu entradaduas vezes em hospitais da região de Los Angeles parasubmeter-se a avaliações psiquiátricas. Em fevereiro, a Justiça determinou que o pai da cantora e oadvogado Andrew Wallet passariam a controlar o patrimônio delae tomariam as decisões a respeito dos tratamentos médicos a queseria submetida. E a vida da pop star pareceu estabilizar-se. Spears manteve-se afastada dos locais mais badalados deHollywood e chegou até mesmo a trabalhar de novo na TV,aparecendo no seriado cômico "How I Met Your Mother".

ALEX DOBUZINSKIS, REUTERS

17 de junho de 2008 | 21h07

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEBRITNEYJUSTICA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.