Loius Lanzana/AP
Loius Lanzana/AP

Justiça anula processo contra filha de Keith Richards

A modelo Theodora Richards foi presa em flagrante por pichação e porte de drogas

AP

21 Abril 2011 | 21h24

Uma das filhas do guitarrista dos Rolling Stones, Keith Richards, a quem as autoridades acusaram de posse de uma pequena quantidade de drogas, limpará sua ficha policial cumprindo dois dias de serviço comunitário em Nova York.

Theodora Richards, uma modelo de 25 anos sorriu, mas se manteve calada ao sair da corte de Manhattan. Ela terá até junho para cumprir a ordem do juiz. A jovem foi flagrada pela polícia escrevendo as letras T e A dentro de um coração em tinta vermelha, na  lateral de um edifício de Manhattan no dia 1 de março. Theodora ainda possuía uma pequena quantidade de maconha e pílulas de analgésicos de venda proibida. Ela foi detida, mas respondeu ao processo em liberdade.

"Espero não ter problemas por isto", disse à polícia, segundo documentos do processo. Os promotores concordaram em anular o caso "considerando a falta de históricos criminais e o seu tratamento em andamento". Na última aparição de Theodora na corte, ela foi orientada a participar de uma visita de um dia a um programa de tratamento contra drogas. "Ela está limpa como a neve", garantiu Edward W. Hayes, um dos advogados da modelo.

Theodora Richards já trabalhou para grifes como Burberry e Tommy Hilfiger. Ela é uma das duas filhas do guitarrista dos Rolling Stones com sua segunda mulher, a modelo Patti Hansen.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.