Júlio Neves é reeleito para sétimo mandato no Masp

O arquiteto e empresário Júlio Neves foi reeleito na noite desta segunda-feira para seu sétimo mandato à frente do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp). Ele foi eleito pela primeira vez em 1994, e, se ficar até 2008, período da gestão, terá completado 14 anos à frente do Masp.Segundo nota divulgada hoje pelo museu, Neves encabeçou uma chapa única que foi eleita por unanimidade, com a participação de 75% dos associados com direito a voto. O museu informou que as inscrições para a eleição foram até as 17 horas do sábado, e nenhuma outra chapa teria se candidatado para dirigir o Masp.Isolado na presidência da instituição nos últimos anos, Neves acumulou problemas e polêmicas. Sua determinação de fazer uma reforma no prédio, tombado pelo Iphan, chocou-se com os órgãos de preservação do patrimônio histórico. Ele também concentrou as decisões sobre a vida artística do maior museu da América Latina.Em maio, os problemas financeiros culminaram no corte do fornecimento de energia elétrica pela Eletropaulo. Em agosto, o Conselho Deliberativo do museu resolveu intervir e iniciar um plano de profissionalização do museu, contratando um curador-chefe, o professor Teixeira Coelho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.