Juíza proíbe fã de se aproximar de Pamela Anderson

William Stansfield deverá ficar afastado de seu ídolo, a estrela de televisão Pamela Anderson, de acordo com a decisão anunciada hoje por uma juíza em Santa Mónica, no Estado da Califórnia. Pamela solicitou a ordem de afastamento contra esse fã, acusado de assédio pela ex-protagonista da série SOS Malibu. Segundo o processo, a atriz canadense de 38 anos assegura que Stansfield, de 29, a segue há mais de um mês.A juíza Linda Lefkowitz disse que as provas apresentadas neste pedido eram "suficientes, claras e convincentes", e ordenou que o acusado ficasse afastado de Pamela e de sua família pelos próximos três anos. Segundo a atriz, Stansfield teria lhe dito para abandonar a série Stacked, da qual é atualmente protagonista, para realizar um filme que havia escrito para ela. Em declarações a um programa da televisão americano, Stansfield negou o assédio à atriz, um dos símbolos sexuais mais famosos entre o público americano e que já havia vivido situação parecida no passado. Em março de 2001, uma admiradora foi descoberta dormindo na cama da atriz em sua residência de Malibú (Califórnia). Na ocasião, a jovem Christine Roth foi condenada a receber assistência psiquiátrica na França, seu país natal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.