Danny Molosho/REUTERS
Danny Molosho/REUTERS

Juíza emite nova ordem de detenção de Lindsay Lohan

Pulseira que atriz usa detectou possíveis indícios de consumo de álcool, proibido pela magistrada recentemente

EFE

09 de junho de 2010 | 10h45

LOS ANGELES - Uma juíza ordenou nesta quarta-feira, 9, a detenção da atriz Lindsay Lohan, por violar os termos de sua liberdade condicional durante o fim de semana, e impôs o pagamento de uma fiança de US$ 200 mil, informou a imprensa local.

 

A juíza Marsha Revel se reuniu com os advogados de Lindsay em Los Angeles depois que a pulseira que a atriz usa detectou possíveis indícios de consumo de álcool, o que foi proibido pela magistrada recentemente.

 

A pulseira, segundo a imprensa local, foi ativada na noite de domingo durante o MTV Movie Awards. No entanto, a juíza não especificou de que forma Lindsay violou sua liberdade condicional.

 

No final de maio, a juíza emitiu outra ordem de detenção da atriz. Marsha ordenou então que a jovem usasse a pulseira que detecta o consumo de álcool de forma permanente e se submetesse a testes aleatórios antidrogas uma vez por semana, em troca de evitar a prisão. A liberdade condicional foi conquistada depois do pagamento de US$ 100 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.