Juiz de Los Angeles rejeita sentenciar Polanski à revelia

Um juiz de Los Angeles se recusou a sentenciar o cineasta Roman Polanski à revelia sobre uma acusação de 1977 de ter feito sexo com uma menina de 13 anos.

REUTERS

22 de janeiro de 2010 | 20h48

O juiz Peter Espinoza disse que a sua decisão era preliminar e sujeita à confirmação. Mas ele disse que o cineasta premiado com o Oscar deveria voltar à Califórnia para receber a sentença.

Polanski, de 76 anos, fugiu da Califórnia em 1978 e foi preso em setembro na Suíça. Ele está atualmente sob prisão domiciliar em Gstaad, na Suíça, combatendo uma extradição para os Estados Unidos.

(Reportagem de Alex Dobuzinskis)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEPOLANSKIREVELIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.