Mario Anzuoni/Reuters
Mario Anzuoni/Reuters

Juiz adia sentença em processo contra Lindsay Lohan por furto

Imagem feita em uma joalheria mostra a atriz com colar avaliado em US$ 2,5 mil

Estadão.com.br,

10 de março de 2011 | 14h09

LOS ANGELES -  Lindsay Lohan ganhou mais duas semanas de prazo para chegar a um acordo judicial relativo à acusação de ter furtado um colar de 2.500 dólares de uma joalheria em janeiro. A atriz voltou à corte nesta quinta-feira,10,

 

No início de fevereiro, Lohan, de 24 anos, declarou-se inocente da acusação de furto qualificado, e um juiz da Califórnia deu a ela até esta quinta-feira para chegar a um acordo com a promotoria.

Mas o advogado da atriz e um promotor não conseguiram fechar um acordo, e o juiz Keith Schwartz, da Corte Superior de Los Angeles, deu a eles prazo até 25 de março para Lohan decidir sobre se confessar culpada da acusação ou não contestar a acusação.

Veja também:

link Suposto vídeo de Lindsay Lohan roubando colar é divulgado

O juiz da Suprema Corte de Justiça de Los Angeles afirmou que se a atriz aceitasse o acordo para se declarar culpada ela seria mandada para prisão por o mesmo número de anos que das outras vez em que foi presa.

Fontes jurídicas disseram ao jornal Los Angeles Times que o caso contra Lindsay inclui um vídeo das câmeras de segurança da loja que mostra a atriz usando um colar. Fotos de paparazzis tiradas um dia depois do ocorrido também mostram Lindsay usando o colar. No arquivo do caso também constam depoimentos de pessoas que estavam na loja ao mesmo tempo que Lindsay, disseram as fontes, que falaram sob a condição de anonimato.

O vídeo feito na loja da atriz com o colar foi vendido e mostrado no programa Entertainment Tonight esta semana. Não está claro se a venda da fita será um problema na corte. (As informações são do NY Times , Associated Press e Reuters)

* Atualizado às 16h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.